Espetáculo

303564-redacao-urgente-prazo-98-16-h-russian-state-ballet-conheca-uma-das-melhores-companhias-de-bale-classico

Russian State Ballet: conheça uma das melhores companhias de balé clássico

Se você é apaixonada por balé, dança e arte em geral, com certeza Russian State Ballet é um assunto que te interessa. Essa companhia é bastante importante para a história do balé, então pode agregar muito valor e conhecimento para a prática da dança, independente se você a pratique de forma profissional ou casual.

Confira a leitura deste artigo para saber o que exatamente é Russian State Ballet, quais são os diferenciais das suas apresentações, quais foram suas mais recentes turnês e, depois, por que é importante que você assista a esse espetáculo. Confira!

O que exatamente é Russian State Ballet?

Também conhecida como Russian State Ballet of Siberia ou Ballet da Rússia, essa é uma companhia de balé clássico fundada no ano de 1978 por graduados das escolas coreográficas de Moscou, São Petersburgo, Kiev e outras cidades.

A empresa é composta por mais de 40 dançarinos e 30 músicos altamente qualificados, sendo considerada uma das melhores companhias de balé clássico da Rússia e construindo uma reputação internacional por oferecer performances com alto nível de qualidade e profundidade.

Quais são os diferenciais de suas apresentações?

As produções dessa companhia mesclam o mundo tradicional com modernidades digitais, o que cria encenações coloridas em constantes mudanças com efeitos especiais de ponta, fascinando o público com habilidades físicas excepcionais e trajes belos.

É importante ressaltar que a empresa conta com poucos cenários nas apresentações e esse é um dos principais diferenciais, pois graças aos elementos como a performance, orquestra, os trajes, luzes e fundo de cenário, os espetáculos conseguem encantar o público.

Entre as diversas peças reproduzidas estão A Bela Adormecida, Romeu e Julieta, Quebra-Nozes, Dom Quixote, Spartacus, entre outras.

Mas um dos espetáculos que mais se destacam é O Lago dos Cisnes. Do palácio ao lago iluminado pela lua, os cisnes deslizam em perfeita formação. Enquanto isso, o papel duplo de Odette e Odile desempenhado pela bailarina de alto nível é um dos desafios técnicos mais surpreendentes do balé.

Quais foram as recentes turnês da companhia?

O Russian State Ballet realiza constantes turnês ao redor do mundo, mas a última vez que a companhia esteve no Brasil foi no primeiro semestre do ano de 2018 e em São Paulo, quando contou a história O Lago dos Cines.

Conforme o site oficial da organização, no segundo semestre do ano de 2019, a empresa fará uma turnê no Reino Unido até o começo de dezembro. Ela retornará em março de 2020 realizando apresentações ainda na Inglaterra, País de Gales e Escócia.

Por que assistir ao espetáculo do Russian State Ballet?

Os espetáculos do Russian State Ballet são ideais para os fãs de balé clássico que desejam conhecer ou relembrar as principais coreografias do gênero.

O elenco executa passos certeiros que impressionam apreciadores de arte em geral, sejam eles crianças que ainda estão conhecendo sobre esse mundo até os mais experientes. É simplesmente impossível não se maravilhar com a peça, consistindo em uma experiência que agregará bastante conhecimento para sua carreira.

As performances do Russian State Ballet são imperdíveis e, se você é apaixonada pela dança e tem o sonho de se tornar uma bailaria profissional de alto nível, é crucial assistir aos espetáculos desempenhados pelos integrantes da empresa.

Que tal conhecer ainda mais sobre a história do ballet russo? Leia já nosso artigo que traz a história do Ballet Bolshoi!

Música clássica e Ballet: entenda a relação

Música clássica e ballet são dois elementos que andam lado a lado, não é verdade? Um lindo espetáculo sempre possui uma belíssima trilha sonora que ajuda a dar vida a todos os movimentos que são coreografados pelos bailarinos.

Contudo, vale ressaltar que nem sempre foi assim. Durante anos os espetáculos de ballet davam pouca ou nenhuma prioridade para a música que, até então, servia apenas como um pano de fundo para a execução da dança.

Se isso foi uma surpresa para você, continue a leitura para saber mais a respeito dessa curiosidade!
Drama, ritmo e uma bela composição

Como citamos, durante muitos anos os espetáculos consistiam basicamente na observação de toda a dança, e a música servia para “preencher” o incomum silêncio que ficaria sem ela.

O papel do músico naquele momento era apenas realizar uma composição que fosse agradável aos ouvidos dos espectadores do evento. Até essa ocasião, podemos dizer que a dramaticidade e o ritmo eram deixados de lado.

Somente com músicos como Tchaikovsky (1840-1893) tudo mudou. O drama passou a fazer parte das apresentações e o ritmo se tornou imprescindível em toda a obra de ballet. As músicas deixaram de somente agradar a quem assistia ao espetáculo e elevaram-se a componentes primordiais em números que contavam histórias.

Com isso, a arte ganhou força e as composições tornaram-se complexas, verdadeiras obras-primas! Seus compositores ganharam fama, por inúmeros trabalhos extraordinários. Atualmente, é impossível imaginar o ballet sem a música clássica, fortemente unidos pelas coreografias, nos chamados ballets de repertório.

Aliás, se você gosta de ballet, é bem provável que também tenha uma forte admiração pelas trilhas das grandes apresentações, não é mesmo?
Alguns dos maiores compositores do ballet

Bem, agora que já falamos um pouco sobre o momento em que as músicas se tornaram tão importantes quanto a arte da dança, chegou a hora de conhecer alguns dos maiores compositores do ballet.

Como um dos destaques podemos citar o já mencionado Piotr Ilitch Tchaikovsky, compositor responsável por criar alguns dos maiores clássicos do mundo da dança. O russo compôs a trilha sonora apenas de O Lago dos Cisnes, A Bela Adormecida e O Quebra-Nozes. Sua participação no ballet é espantosa e até os dias de hoje seu talento é venerado por milhares de fãs ao redor do mundo.

O segundo compositor de destaque é o austríaco Ludwig Aloisius Minkus, que criou The Source, Don Quixote e La Bayadère. Esses são outros três grandes clássicos apreciados por dançarinos profissionais e fãs do ballet.

Por último, podemos citar Serguei Sergueievitch Prokofiev, compositor das músicas de Romeu e Julieta, Cinderela entre outras obras-primas de grande valor e muito famosas. Prokofiev é considerado o compositor mais aclamado do século XX, e sua legião de admiradores continua a aumentar.

Com esses e outros grandes artistas, a música clássica transformou o ballet e se tornou muito prazerosa para dançar e também para ouvir. E, como se não fosse o bastante, ela também é capaz de causar um excelente impacto na saúde de quem a escuta com frequência.

Alguns benefícios são: a ajuda no controle de depressivos, o alívio de dores de fundo emocional, a melhora do humor, da qualidade do sono, de aspectos cognitivos (como memória, raciocínio, criatividade e produtividade), só para citar alguns.

Tudo isso já faz com que o ballet se torne uma atividade física excelente, certo?Bem, ainda podemos completar ressaltando que essa dança pode ser um verdadeiro desafio físico para quem praticá-la, principalmente para quem desejar seguir no ballet. Conclusão: atividade incrível por si só, e que ainda faz maravilhas pelo vigor do corpo e da mente.

Este foi o nosso artigo sobre música clássica e ballet! Esperamos que você tenha gostado. Você tem alguma experiência que gostaria de dividir? Escreva nos comentários abaixo! Nós adoramos saber sua opinião!