dores musculares

233912-x-dicas-incriveis-de-como-aliviar-dores-musculares

5 dicas incríveis de como aliviar dores musculares

Quem pratica exercícios físicos com frequência e alta intensidade sabe que as dores sempre vêm depois deles, não é mesmo? Por isso, é importante saber como aliviar dores musculares para que no seu próximo ensaio você consiga um bom rendimento sem que esses desconfortos atrapalhem seus movimentos.

Como uma ajuda, neste texto você vai conferir algumas dicas para amenizar essas dores e continuar suas atividades mesmo após um treino longo e intenso. Acompanhe!

1. Descanse

Muitas vezes, os bailarinos ficam em uma rotina intensa e diária de ensaios e não conseguem parar sequer um dia para dar o descanso muscular necessário. Nesses casos, é preciso dormir bem, entre 7 e 8 horas, para que o corpo se restabeleça.

É na hora do sono, à noite, que seu corpo vai realizar a maior parte do processo de troca de tecidos e manutenção do seu organismo em geral. Isso inclui, também, o alívio dessa dor muscular tão insistente.

2. Alongue antes e depois dos ensaios

alongamento é essencial tanto antes — na preparação os músculos, para que possam ser estimulados e exercitados — quanto depois, para prevenir exatamente as dores musculares.

É claro que elas não vão deixar de aparecer, mas o alongamento é uma parte importante para evitar que elas sejam tão intensas a ponto de prejudicar seus ensaios nos dias seguintes.

3. Invista em massagens

As massagens são uma excelente opção para quem precisa aliviar dores musculares. Você pode procurar um profissional — como um fisioterapeuta, por exemplo — para realizar o método de liberação dos músculos, que ajuda a relaxá-los após um dia intenso de exercícios.

Você também pode fazer algumas massagens em casa ao passar um creme pelas pernas e pés lentamente, mas com movimentos intensos e com força moderada.

4. Aposte no gelo e no escalda-pés

Os pés dos bailarinos são a parte do corpo que mais sofrem durante os ensaios. Cãibras nessa parte do corpo são muito comuns até durante a realização dos movimentos e exercícios e, por isso, eles merecem uma atenção especial.

Além das massagens, você pode apostar em pomadas anti-inflamatórias, na colocação de bolsas de gelo para diminuir a dor e no escalda-pés, que além de relaxar, ajuda a tirar a tensão dessa região.

Para fazer o escalda-pés, use uma bacia que comporte seus dois pés e coloque 3 litros de água quente. Coloque também sal refinado e gotas de óleos essenciais da sua escolha. O sal ajuda a tirar o inchaço, já que drena os líquidos que se acumulam por ali durante o dia.

5. Alimente-se bem depois de ensaiar

Depois de um dia intenso de exercícios, o corpo precisa de alimento para recompor as energias e os músculos que estão completamente desgastados. Nesse momento, é preciso ficar atento à qualidade dos alimentos que você ingere.

Sempre se alimente bem após os ensaios com a ingestão de carboidratos bons — como arroz e macarrão integral — e proteínas magras, como frango, ovos e carne vermelha magra. A proteína atua na reconstrução dos músculos e, por isso, é muito importante para ajudar a fortalecê-los e evitar aquelas dores intensas, mesmo que indiretamente.

Ao seguir essas dicas de como aliviar as dores musculares, você vai conseguir manter uma boa rotina de treinos e exercícios sem o incômodo causado por elas. É claro que elas não vão desaparecer, mas diminuí-las já ajuda muito a continuar dançando sem que elas prejudiquem sua performance.

E aí, gostou de saber como aliviar dores musculares? Então nos siga nas redes sociais e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo do ballet! Estamos no Facebook.

Dores musculares? Confira 5 dicas para relaxar após a aula

Dores musculares? Confira 5 dicas para relaxar após a aula

Se você é viciada em dança, sabe que por maior que seja essa paixão, às vezes é difícil não se deixar dominar pelo cansaço. O ritmo intenso de treinos, além de deixar o corpo exausto, também pode gerar estresse. Isso faz parte da rotina de qualquer dançarino. Mas há como diminuir o efeito dos movimentos contínuos das aulas, treinos, recitais e apresentações.

Esta é, aliás, uma discussão que tem sido cada vez mais frequente no mundo da dança. Afinal, sabe-se que a falta de exercícios físicos pode prejudicar o bom funcionamento do corpo. Mas pouco se fala sobre os problemas que podem ser causados devido ao desgaste muscular e o treino excessivo. Por isso, na hora que a música parar, é hora de cuidar do corpo e da mente para garantir que a dança seja sempre um prazer. Assim, confira algumas dicas para relaxar após a aula:

Alongar é essencial

Quando realizado logo após a aula, o alongamento tem a função de relaxar os músculos, além de melhorar a circulação sanguínea. O importante é fazer os movimentos de forma lenta, de modo que cada posição seja mantida por pelo menos vinte segundos.

Respire profunda e lentamente

Respirar fundo, além de acalmar, é uma ótima técnica para relaxar os músculos e repousar as funções fisiológicas. Com apenas cinco minutos de exercícios respiratórios, já é possível notar os resultados. Uma técnica muito comum é respirar apenas pelas narinas, fazendo com que a saída de ar dure o dobro do tempo da inspiração.

Busque um massagista

É claro que o sonho de consumo de qualquer bailarino é ter um massagista à disposição ao final de cada treino. Mas sabemos que isso não faz parte da realidade da maioria dos praticantes de dança. Então, o que resta é pedir a um amigo ou amiga que faça essa bondade por você. O ideal é que essa pequena massagem seja feita na região do pescoço, nuca e ombros. Os pés e as pernas também estão na lista, mas isso é uma coisa que você mesmo pode fazer sem a ajuda de outras pessoas.

Alimentação é essencial

Ao final de uma aula, além do desconforto muscular, a fome também irá surgir com força total. Nessa hora, o importante é ter sempre um alimento leve (uma fruta, por exemplo) para amenizar a ânsia por comida. Mas não adianta comer com pressa. Essa “refeição” deve ser feita de forma tranquila e consciente.

Esvazie a mente

O bem-estar mental acalma o corpo. Quem é adepto da prática da meditação, já sabe que não há nada mais relaxante do que manter a coluna ereta, as pernas cruzadas e afastar todos os pensamentos que possam surgir.  Mas mesmo que você não faça, é importante tentar relaxar a mente afastando-se do computador e do celular por um tempo.