danca de salao

5 filmes que provam que vale a pena apostar em alunos desafiadores

Conheça a história de professores inspiradores que fizeram a diferença na vida e na carreira dos alunos

 

Quem nunca olhou para um aluno desengonçado e pensou “será que dá?”, que atire a primeira pedra. É claro que ensinar dança é uma tarefa muito prazerosa, mas também pode ser mais trabalhosa do que esperamos. Especialmente quando se trata de alunos desafiadores, que nunca tiveram qualquer contato com a modalidade que será apresentada. Aquela pessoa que tem muita força de vontade, mas também bastante dificuldades.

Mesmo assim, um professor inspirador é um ingrediente quase infalível para o sucesso de ambos. Para provar isso, elencamos cinco filmes que mostram o quanto um professor pode fazer a diferença na vida dos alunos. Então confira nossa seleção e inspire-se:

 

Sonhos em Movimento

https://www.youtube.com/watch?v=4Vy8EQFr430

Pina Bausch foi uma renomada coreógrafa alemã, que pouco antes de sua morte realizou uma montagem do famoso espetáculo Kontkthof. A diferença é que, ao invés de selecionar os bailarinos de sua consagrada companhia, ela decidiu trabalhar com adolescentes. O detalhe é que nenhum deles havia tido contato com qualquer tipo de dança antes. Esse experimento é contado no documentário “Sonhos em Movimento”, lançado em 2008.

 

Vem Dançar

https://www.youtube.com/watch?v=6lAKlYTQVKY

Aulas de dança para alunos de uma escola pública de Nova York. Essa é a missão de Pierre Dulaine, interpretado por Antonio Banderas. O professor é dançarino de salão profissional, mas decide voluntariamente apresentar seus métodos clássicos aos alunos da periferia nova-iorquina. A partir de uma troca de conhecimentos, o mentor passa a mesclar o seu estilo com passos do hip-hop.

 

Tango Livre

https://www.youtube.com/watch?v=sox69F9keqQ

Aulas de tango na prisão. Inusitado, não? O diretor da montagem Tango Livre discorda. O enredo mostra um guarda penitenciário que se apaixona por uma das alunas da classe semanal de tango. O negócio fica mais interessante quando ele a encontra em uma visita ao marido, que está preso onde ele trabalha. O drama francês envolve um triangulo amoroso, confusões e muita dança.

 

O que Lola quiser

https://www.youtube.com/watch?v=njRgfXVkFUA

Lola é uma americana que sonha em dançar profissionalmente, mas não consegue destaque na cidade em que vive. Determinada a seguir sua paixão pela dança, a moça viaja para o Egito em busca de aulas com a melhor dançarina de dança do ventre do momento. A determinação de Lola e a generosidade da professora fazem da história um drama envolvente e muito motivador.

 

Dança comigo

https://www.youtube.com/watch?v=UGtS3CL-zpo

Richard Gere é um workahoolic de primeira. Não tem tempo para a família, nem para qualquer outra atividade que não envolva seu trabalho. Em meio a sua rotina monótona, ele passa a observar uma instrutora de dança de salão, interpretada por Jennifer Lopez. O advogado decide então se inscrever nas aulas e passa a viver momentos emocionantes a partir dessa nova paixão.

 

3 opções de dança para espantar a depressão

“Quem dança seus males espanta”, diz o ditado. Não duvide dele. Considerada o “mal do século XXI” pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão já atinge 5,8% dos brasileiros. Esse índice coloca o Brasil em primeiro lugar no ranking de pessoas com o transtorno na América Latina.

Com a doença, o paciente perde o prazer de viver, sente-se cansado, ansioso e irritado ao realizar as atividades cotidianas. As causas são diversas e podem estar relacionadas ao histórico familiar, disfunções hormonais, traumas físicos e psicológicos ou sedentarismo.

Mas você sabia que, associada a medicamentos e terapias, a dança pode ajudar muito no tratamento deste transtorno? É o que afirma um estudo realizado pela Universidade Southwersten, do Texas (EUA). De acordo com a pesquisa, a prática de atividades aeróbicas – três vezes por semana com duração de 30 minutos, reduz quase pela metade os sintomas de uma depressão moderada. Por isso separamos abaixo três modalidades de dança que irão ajudar no combate à doença com mais leveza. Confira:

Zumba – Confiança em alta

SHAPE OF YOU – ZUMBA COREOGRAFIA

Autoestima é uma das primeiras coisas a irem embora quando a depressão chega. Com aumento de peso e insônia, a tendência é diminuir cada vez mais o cuidado com a aparência física. A zumba recupera grande parte da confiança perdida, pois modela o corpo, dá mais disposição e vai aos poucos devolvendo a autoestima.

Ballet – Foco na coreografia

O Lago dos Cisnes (Swan Lake) – Final

Concentrar-se em algo por muito ou pouco tempo torna-se um grande desafio para quem está depressivo. Com passos bem elaborados, o ballet estimula a concentração e o foco, já que é necessário memorizar e, em seguida, reproduzir os movimentos. Além disso, a própria música clássica (trilha sonora padrão da modalidade) ajuda a induzir um estado meditativo inconsciente, fazendo com que o pensamento não fuja do tempo presente. Ainda está em dúvida? Veja aqui sete motivos para eleger o ballet como sua atividade física favorita.

Dança de Salão – Contato e interação

Samba de Gafieira – Layssa & Arthur Liebscher

Praticada em pares, a Dança de Salão favorece o contato com outras pessoas. Isso pode diminuir os sentimentos de isolamento e fazer com que o portador de depressão interaja mais com o mundo a sua volta. A interação provoca o aumento da quantidade de betaendorfina (substância produzida pelo cérebro que se transforma em endorfina). Com isso, eleva-se a sensação de prazer, felicidade e satisfação. Clique aqui e confira os 5 estilos de dança de salão super descolados e diferentes para você conhecer e aproveitar a dois.

Não é fácil encarar a depressão e lutar pela própria recuperação, mas a dança pode ajudar – e muito – nessa tarefa. Por isso, use e abuse desta terapia que cuida do corpo e da alma com muita saúde e diversão. Se preferir, antes de se matricular em uma academia ou estúdio de dança, conheça melhor os estilos sem sair do seu smartphone clicando aqui.

 

148601-x-acessorios-essenciais-para-apaixonados-por-danca-de-salao

5 acessórios essenciais para apaixonados por Dança de salão

Na hora de escolher os acessórios para dança de salão, é fundamental ter consciência de que você está indo se movimentar e, por isso, o conforto é imprescindível. A escolha correta dos itens reflete diretamente na performance do dançarino, além de evitar acidentes.

Sapatos confortáveis, roupas leves e acessórios funcionais contribuem para uma prática segura e prazerosa. No entanto, a variedade de itens é tão grande que muitas vezes há dúvidas sobre o que escolher.

Pensando nisso, no post de hoje listamos 5 acessórios indispensáveis para quem pratica dança de salão. Confira!

1. Sapatos confortáveis

O sapato é um dos acessórios para dança de salão que mais influenciam na execução dos passos. A dica é apostar em modelos confeccionados especialmente para a atividade e para o estilo de ritmo.

Para as mulheres, a indicação é optar por saltos mais largos, que permitem a distribuição do peso e garantem mais segurança na hora de dançar. Invista em modelos que fiquem firmes nos pés, como sandálias com tiras ou sapatos do tipo “boneca”, proporcionando mais segurança e evitando a falta de equilíbrio.

Além disso, elas também devem evitar saltos do tipo plataforma, pois o solado duro impede a articulação dos dedos dos pés. Isso pode não só prejudicar algumas técnicas de dança, como também causar problemas como tendinite.

Já para os homens, a dica é evitar sapatos com o bico muito fino e apertados. As solas de borracha também não são indicadas para a prática da dança e, por isso, é importante investir em sapatos especiais para a atividade.

2. Roupas leves

Cada estilo de dança possui uma vestimenta própria. No entanto, para as aulas de dança de salão a prioridade é sempre o conforto. Por isso, vestidos leves, macacões e blusas soltas são boas alternativas para garantir liberdade de movimentos para as mulheres.

Já para eles, vale tanto um estilo mais social (com calça de alfaiataria e camisa), até algo mais despojado como calça de moletom e camiseta. O importante é escolher peças que garantam conforto e não interfiram nos passos da dança.

3. Bolsas e mochilas

Para carregar as roupas, sapatos, garrafinha d’água e demais apetrechos para a aulas, invista em mochilas ou bolsas grandes — elas serão grandes aliadas para o dia a dia, distribuindo o peso sem sacrificar a coluna de quem dança.

4. Acessórios de cabelo

Para manter o cabelo no lugar na hora de realizar os movimentos da dança de salão, as mulheres podem investir em elásticos, tiaras e faixas de cabelo, além de grampos e fivelas que, além de não deixarem o cabelo atrapalhar a evolução da aula, dão um charme extra ao visual.

5. Nécessaire

Para guardar os produtos de higiene pessoal, maquiagem e demais acessórios pequenos sem correr o risco de perdê-los, que tal investir em uma nécessaire? Como o nome indica, elas são realmente necessárias para organizar tudo e otimizar seu tempo antes e depois das aulas.
A escolha certa dos acessórios para dança de salão proporciona não só mais comodidade para a prática da atividade, como também pode refletir positivamente na sua performance. Para desfrutar dos benefícios de itens pensados especialmente para quem ama dançar, conheça nossos produtos e conquiste resultados ainda melhores!

Como escolher o sapato correto para dança de salão?

Dançar é incrível e você não quer que um momento tão libertador seja arruinado por conta de uma má escolha, não é? Por isso, no post de hoje selecionamos dicas essenciais para te ajudar a escolher o melhor sapato para dança de salão.

Um bom sapato faz toda a diferença na hora de dançar e você precisa compreender a real função dele. Como os pés são a base de tudo, precisam estar confortáveis ao mesmo tempo em que permancem firmes. Para isso, existem algumas dicas para acertar no calçado. Anote aí:

1. Prefira um sapato com salto baixo

Sim, você pode (aliás, deve) usar salto para dançar! Porém, ele precisa ter a medida necessária para que você mantenha a postura e consiga uma boa desenvoltura. Para a dança de salão, os saltos podem começar em três centímetros e a altura máxima recomendada é de oito centímetros.

O salto é importante, pois, naturalmente, acaba-se fazendo o movimento de elevação da parte traseira do pé. Então o sapato de salto é um auxiliar nessa função, ajudando a distribuir o peso de melhor forma sobre todo o pé e aumentando o equilíbrio e a tranquilidade nos movimentos.

2. Evite usar salto fino

Agora que já falamos como o salto ajuda na dança de salão, precisamos salientar que, pelo menos para essa categoria de dança, a espessura fina é uma inimiga. Isso porque ela não permite tanta segurança e estabilidade como o salto quadrado.

Os saltos muito finos não permitem uma distribuição de peso justa e acabam sobrecarregando a frente do pé, muitas vezes causando lesões, como a joanete.

3. Observe a qualidade do solado

Se você faz aula de dança de salão, sabe como a sola do calçado vai ser muito usada, não é mesmo? Então, comprar um sapato de qualidade também envolve uma atenção especial para o seu solado.

Evite solas de borracha, pois elas não permitem que os pés deslizem tanto quanto a dança pede. Alguns dos materiais indicados para essa parte do calçado são a camurça e o feltro espesso.

4. Escolha um sapato firme nos pés

A estrutura e as tiras que firmam o calçado ao pé são essenciais para que você tenha a sensação de que ele faz parte do seu corpo. É por isso que os sapatos estilo boneca são os mais usados nos estúdios de dança de salão, pois têm uma composição reforçada e ideal para os passos do ritmo.

5. Só compre quando se sentir segura

Na questão do salto você já sabe: encontre a altura ideal e opte por um salto mais grosso que equilibre bem o peso entre antepé e retropé. No quesito modelagem, escolha um calçado que envolva bem o pé e deixe-o firme.

Depois de ler as dicas anteriores você já sabe que só deve mesmo comprar o sapato se acreditar que ele realmente vai te deixar segura na hora da prática. Compre no final da tarde, quando os pés estão mais inchados. Assim, você não vai ser pega de surpresa com calçados apertados no meio da dança.

Curtiu as nossas dicas de como escolher o seu sapato para dança de salão? Então assine nossa newsletter para receber mais dicas incríveis sobre dança e bem-estar!