calça

Calças em atividades físicas: você sabe como usar?

Até o fim de setembro, data do início da primavera, vai ser difícil encarar o shortinho para praticar atividades físicas. E é justamente nessa época do ano que surgem as maiores dúvidas de como compor o look inverno. Nessas horas, acreditem, as calças serão suas melhores amigas para treinar.

Mas não adianta pegar qualquer calça no fundo da gaveta e correr para a aula. Alguns modelos e tecidos não podem nem passar perto de uma academia. Escolher a peça errada para atividades pode prejudicar muito o desempenho e também causar grande incômodo. Para te ajudar com isso, separamos algumas dicas da estilista Lilian Marrul que irão facilitar esse momento de dúvida. Acompanhe abaixo:

Calça moletom

Velha conhecida do guarda-roupa brasileiro, as calças de moletom são atemporais. Seus pais usavam, você usa e certamente ela será usada também pelas próximas gerações.  O que muda mesmo são os modelos. Há opções mais moderninhas, com saruel, mas também tem quem não abra mão daquele modelo tradicional. Para o dia a dia, são ótimas companheiras, mas nem pense em treinar com elas. Além de esquentarem mais do que o ideal, elas não facilitam a mobilidade e podem encharcar durante a prática. Mas para atividades rotineiras, o moletom garante conforto e defende muito bem o estilo casual.

Flare

Ela se modela perfeitamente ao seu corpo, o que significa que sua flexibilidade estará garantida. Se for produzida em tecido Amni, é a peça ideal para a pegar pesado. A união do modelo com o material proporcionarão uma opção leve, maleável e confortável. Além de tudo, não retém a umidade e facilita a transpiração, o que significa que você poderá suar à vontade. Muitas bailarinas usam a peça no lugar da meia calça, mas isso vai depender da aprovação de cada professor. Na moda casual, ela também não faz feio. Podem ser usada com uma bata ou mini veste, além de muitas outras opções. Se a ideia for investir no look esportivo, cai muito bem com um tênis esportivo.

Fuseau (Legging)

A queridinha das atividades físicas, sem dúvidas, é a calça fuseau (também conhecida como legging). Isso porque, além de se ajustar totalmente ao contorno das suas pernas, modela as curvas e não prende os movimentos. Não é à toa que todo mundo tem pelo menos uma em casa. Se o tecido for Amni ou Lycra, ela será uma das melhores opções para os exercícios do dia a dia. Mas se for cirrê (tecido brilhoso e justo) é melhor apostar em figurinos mais ousados ou até mesmo em aulas. Já a fuseau em neoprene é mais indicada para o uso diário, pois possui um material impermeável e estruturado. É uma ótima alternativa também para evidenciar os contornos do corpo.

Aquecimento

Sabe aquela calça que é bem larga, mas você adora? É a própria calça de aquecimento 100% poliamida. Ela dificilmente será usada na moda casual, pois é mais indicada mesmo para atividades. Mas não se engane, ela não será a melhor opção se a ideia for pegar pesado. A ideia é usá-la em atividades mais leves, como um corta-vento mesmo durante aquele momento pré-aula. Quer conforto? Nela você encontra.

Vai encarar o treino nos dias frios? Saiba o que vestir!

A temperatura vai caindo e o nosso guarda-roupas parece ir encolhendo. As opções de peças apropriadas para o inverno geralmente são mais escassas do que as roupas que usamos no verão. Quando falamos em roupas de frio para atividades físicas então, aí é que as alternativas despencam de vez.

Se você pensa que acordar cedo e ter coragem de malhar é o único desafio do inverno, está enganada. Após superar a preguiça e o frio, a segunda parte é encontrar a peça ideal para encarar os treinos. Geralmente o dilema é: vestir algo muito quente e passar calor ou optar por roupa mais leves e passar frio.

É preciso saber que roupas de frio para a prática de atividades precisam ser muito bem elaboradas. Além disso, a tecnologia para não te fazer suar ou morrer de frio é essencial para essas peças. E como sabemos que não é fácil acertar na escolha, aqui vão algumas sugestões:

Da cintura para baixo

Nesse frio não dá nem pra pensar em tirar aquele shortinho da gaveta. O ideal mesmo é investir nas calças. Mas não qualquer calça, senão os movimentos podem ficar comprometidos. Para garantir a liberdade de movimentos sem deixar as pernas de fora, aposte na calça fuseau.

Modelos em neoprene com detalhes em cirrê, além de super charmosos, mantém a temperatura média do corpo. Mas se a ideia é malhar curtindo a playlist, aposte em uma calça fuseau com bolso para guardar o smartphone. Para o ballet, vale a pena apostar na flare ou mesmo em calças para o aquecimento, que são mais moderninhas. Antes e após o treino, elas irão proteger do frio e garantir muito mais conforto.

Da cintura para cima

Esqueça as regatas. De junho a agosto a ideia é optar por collants modelo manga 7/8 ou mesmo a manga comprida. Destaque para peças de múltiplo uso, como é o caso do collant com cropped de manga comprida. Na hora dos exercícios, o collant em tecido Light não permite que o suor encharque a peça. Mas se bater aquele friozinho, acredite, o cropped realmente fará diferença.

E como não dá pra sair de casa e arriscar pegar um resfriado, o agasalho fino é uma ótima pedida. Cardigans e casaquinhos no estilo bolero, além de manter o corpo aquecido dão aquele charme ao look de inverno.

Quer mais sugestões de como se proteger do frio nas aulas de ballet? Clique aqui e saiba mais!