Ballet fitness

Como entrar em forma dançando? Escolha a dança certa para você

Entrar em forma requer dedicação, dieta equilibrada e prática de atividades físicas, mas nem todo mundo gosta ou sente prazer em se exercitar. A dança surge como uma ótima alternativa para manter o corpo ativo e queimar calorias fazendo algo divertido.

Há uma série de modalidades de dança que são recomendadas para serem praticadas como um verdadeiro exercício físico. O post a seguir trará tudo que você precisa saber para entrar em forma dançando e se divertindo muito! Acompanhe!

Opções para entrar em forma

A academia ainda não é unanimidade e os exercícios lá praticados podem ser torturantes para algumas pessoas, mas as possibilidades não se limitam a esse tipo de prática. Por isso, é importante buscar opções que sejam agradáveis para quem deseja se manter praticando atividade física.

Na dança em geral, além da queima calórica e da possibilidade de manter o condicionamento físico, é possível encontrar descontração e divertimento. Além disso, aprender técnicas de danças como o ballet e o jazz, por exemplo, é algo que será levado para o resto da vida.

Benefícios do ballet e do jazz

Cada vez mais o jazz e o ballet têm sido procurados para serem praticados com a finalidade de atividade física, na busca também da queima de calorias e o alcance da forma ideal, além do aprendizado das técnicas de dança.

Antes de escolher uma das duas modalidades, o ideal é saber como cada uma é trabalhada e suas principais características. Vamos lá?

Ballet

Na prática do ballet, o aluno vai se deparar com uma série de movimentos característicos da dança, sempre sendo feitos com auxílio da barra. É uma arte de origem clássica, com passos marcados e bem elegantes.

A atividade é muito boa para desenvolver a flexibilidade, com muitos alongamentos, além da coordenação motora, muito bem trabalhada durante o ensinamento das técnicas rigorosas e bem disciplinadas.

Jazz

O jazz é uma dança moderna. Nas aulas, os alunos têm movimentos mais soltos e envolvidos pelo ritmo da música, sem a marcação tão rigorosa quanto no ballet, o que permite maior expressão corporal.

Dançar jazz faz com que o corpo fique mais definido e modela as curvas, além de melhorar a força e a resistência física, a musicalidade, o ritmo e a memória. Para essa prática, não há restrição de idade ou sexo.

Variações do ballet

O ballet possui variações que podem atender a gostos diversos. Veja a seguir qual é a versão que mais pode te agradar:

Ballet clássico

Como o nome mesmo sugere, é a prática mais tradicional da dança, com a coordenação de movimentos complexos, que superam os limites dos praticantes, sempre com o máximo de elegância. O ballet clássico usa roteiros de histórias para desenvolver as apresentações e coreografias.

Ballet moderno e contemporâneo

O ballet moderno introduziu novos conceitos da dança e rompeu a tradição do clássico. Ele permite mais a expressão de sentimentos do bailarino durante as apresentações, o que abriu espaço para a criação de novos movimentos.

O contemporâneo é a extensão do moderno, com a interpretação de movimentos inspirados na vida urbana e suas características. Foi muito difundido a partir dos anos 90.

Ballet fitness

O ballet fitness é uma invenção recente, com o foco justamente na parte física e estética. A prática alia movimentos tradicionais da dança aos exercícios físicos com repetições, como abdominais e flexões, tudo de maneira divertida e leve.

Agora que você já viu que é possível se exercitar sem os movimentos engessados de academia, já sabe qual dança vai escolher para entrar em forma? Conte a opção que mais despertou o seu interesse nos comentários!

ballet-fitness-o-segredo-para-o-corpo-dos-seus-sonhos

Ballet Fitness: o segredo para o corpo dos seus sonhos!

Que tal aliar queima de calorias, melhoria da postura e fortalecimento dos músculos em uma mesma aula? E o melhor, com uma boa música dando aquele gás na atividade física. Pois bem, é isso o que promete o Ballet Fitness! A modalidade vem conquistando cada vez mais novos adeptos por conta dos bons resultados, principalmente, na melhoria da qualidade de vida.

Mas, você conhece esta modalidade que reúne conceitos do ballet, pilates e dança? Continue a leitura e descubra!

O que é o Ballet Fitness?

Com aulas que duram, em média, uma hora, o Ballet Fitness intercala os passos do ballet  nas barras e exercícios no solo, como agachamentos, flexões de braços e abdominais, além da utilização de acessórios que contribuem com o ganho de flexibilidade.

A atividade é bem intensa e queima cerca de 750 calorias por aula. Criada pela professora e bailarina Betina Dantas, de São Paulo, a modalidade atua nas repetições dos passos em uma intensidade três vezes maior se comparada a uma aula de ballet tradicional. O foco é sempre no tempo da isometria, por meio da sustentação muscular dos exercícios.

Como funciona?

Geralmente, as aulas de Ballet Fitness são realizadas por meio de circuitos diferenciados, quebrando a monotonia. Os exercícios básicos são feitos em repetições rápidas, enquanto os de agachamento, na meia ponta. Trata-se de um circuito de barra e chão, com a execução dos movimentos mais simples do ballet clássico.

O nível vai aumentando sem pausas e a música dá o tom dos movimentos. Podem ser utilizados pesos em alguns exercícios, mas muitos professores optam em aproveitar o próprio peso dos alunos, como em uma flexão de braços.

Quais os benefícios da prática?

O Ballet Fitness trabalha muito o sistema cardiovascular. Também traz bons resultados no ganho de flexibilidade, definição dos músculos, perda de peso, ajuda na melhora da respiração, postura e também no equilíbrio.

Os músculos ficam mais alongados e o corpo tonificado, com aspecto longilíneo ao contrário de trincado como acontece na musculação ou ginástica localizada. Além disso, a elegância dos movimentos contribuem com o ganho de leveza corporal, sem falar na quebra da monotonia por meio dos exercícios aeróbicos e anaeróbicos em circuitos frequentemente modificados.

As aulas são dinâmicas, o que ajuda na motivação. O bem-estar acaba tendo ainda a companhia das músicas agradáveis que acompanham todo o roteiro do circuito.

Quem pode praticar?

Esta modalidade é indicada  para pessoas que tenham alguma noção de ballet clássico e também condicionamento físico para não se perder nos movimentos. Pessoas com mais de 15 anos já podem se aventurar na atividade, sem contraindicações, desde que a saúde esteja em dia.

No entanto, o mais importante é você procurar uma orientação médica antes de se matricular para ver se está tudo em ordem, pois as aulas exigirão intensidade nos movimentos e também nos batimentos cardíacos.

Com tudo dentro dos seus limites, os ganhos serão extraordinários. Muita gente começou a praticar o Ballet Fitness e não parou mais. Afinal, os benefícios são excelentes e melhoram muitos aspectos do seu corpo e mente.

Agora que você já ficou por dentro do Ballet Fitness, que tal ler o nosso artigo: 9 livros que todo amante do ballet deve ler!

6 perfis do Instagram para quem gosta de ballet

dizia Chico Buarque e Edu Lobo que todas as pessoas têm defeitos — com exceção das bailarinas. Há aquelas que dançam por profissão, outras por gosto e, ainda, aquelas que veem no ballet um jeito de manter a boa forma.

Apesar das diferentes visões sobre o ballet, é inegável que a dança influencia diretamente no estilo de vida de seus praticantes. E, como as redes sociais já fazem parte do nosso dia a dia, elas acabam sendo um lugar de encontro para quem gosta e para quem pratica a dança.

Assim, no post de hoje, listamos 6 perfis do Instagram para quem é apaixonado por ballet acompanhar.

1.Tonia Looker

O perfil @toniaroselooker, da bailarina clássica profissional Tonia Looker, apresenta fotos e vídeos do dia a dia da dançarina. São trechos de treinos e de coreografias que a bailarina vem desenvolvendo ao longo de sua carreira.

Mas por que esse perfil é imperdível? Porque ele traz tendências do estilo de dança, das novidades de ordem corporal e da moda que circula nesse meio.

2. Pink Ballet Shoes

O perfil @pinkballetshoes traz o louvor ao ballet clássico, com todos os aspectos que fazem da dança uma atividade especial. As fotos — geralmente tiradas em ambiente de estúdio — apresentam ângulos que variam dos aspectos da beleza aos da poesia.

Dá para se inspirar em looks diversos. Além disso, os modelos apresentam as últimas tendências de moda do ballet.

3. American Ballet Theatre

O @abtofficial é o perfil oficial do Teatro Americano de Ballet. Além de fotos que mostram o dia a dia dos bailarinos da companhia, há vídeos com detalhes das coreografias que estão sendo desenvolvidos pelos dançarinos.

Os bailarinos profissionais estão sempre com alguma novidade em termos de objetos que melhoram os seus desempenhos. Se apurar o olhar, dá para fazer muitas descobertas.

4. Nisian

Esse perfil é muito especial. Pertence ao fotógrafo Nisian Hughes que dedica o @nisian aos amantes de ballet. O perfil apresenta ensaios totalmente relacionados à modalidade de dança, com modelos bailarinos que colocam seus belos corpos em poses coreográficas sensacionais.

Para quem aprecia a beleza ímpar da dança, cheia de suas particularidades, este perfil é fortemente indicado. E, além disso, há fotos com figurinos exclusivos que podem te inspirar, tanto em coreografias, como em figurinos e estilos para o seu dia a dia de amante do ballet.

5. Balé Clássico

Esse perfil super brasileiro, @classicballet socializa as fotos de seus seguidores. Basta enviar as suas imagens via direct message e esperar que o moderador poste.

As fotos selecionadas variam entre poses, looks e frases de incentivos. Ou seja, por ser organizado dessa maneira, o objetivo de estar antenado ao mundo da moda do ballet é muito bem conquistado ao seguir esse perfil.

6. Ballet Fitness

Este perfil pertence a Betina Dantas — criadora do Ballet Fitness — que alia a dança às técnicas de musculação. O perfil @balletfitness apresenta treinos de mulheres comuns em busca de um corpo bonito e saudável.

Mas, mais que isso, mostra looks divos que podem ser usados no dia a dia e na academia para mostrar ao mundo a bailarina que existe dentro de você.

E você bailarina, conhece algum outro perfil do Instagram nesse estilo? Mostre estas dicas para as suas amigas e compartilhe este artigo nas suas redes sociais!

Ballet Fitness: conheça os benefícios desta nova febre nas academias

Unir os movimentos de uma dança clássica a exercícios localizados de ginástica é a proposta da nova modalidade que vem fazendo sucesso nas principais academias do País, o Ballet Fitness. O método, que foca na tonificação muscular e perda de peso, é destinado a mulheres e homens dispostos a suar a camisa, ou melhor, o collant. Nesse post, você vai descobrir quais são os seus principais benefícios para o corpo e entender por que essa modalidade vem atraindo tantos adeptos. Confira!

Sucesso nas academias

Com mais de mil exercícios, que mesclam movimentos clássicos de balé com ginástica localizada, e até mesmo ioga, o ballet fitness é a nova febre das academias. É cada vez mais comum ver atrizes, e donas de corpos invejáveis, como Grazi Massafera, Flávia Alessandra, Tais Araújo e Julia Faria, compartilhando suas aulas em fotos e vídeos nas redes sociais.

Com foco em exercícios como agachamentos, flexões e abdominais (realizados no solo ou na barra) aliados à isometria e a movimentos de dança, as aulas costumam ser dinâmicas e com batidas musicais mais animadas. Os principais resultados são o fortalecimento e definição do abdômen, dos membros superiores, e, principalmente, das pernas, além do aumento da flexibilidade e coordenação motora.

Com apenas meia hora de prática é possível queimar cerca de 790 calorias e diminuir, em um curto período, a gordura localizada em áreas como barriga, parte interna das coxas e bumbum, que levam mais tempo com outras formas de atividades.

Atividade democrática

A modalidade é ideal para qualquer um que deseje participar de uma atividade física mais dinâmica e obter os mesmo benefícios de outros tipos de exercícios ou esportes Sua prática costuma ser bem democrática, sem contraindicação de idade ou tipo físico. Também não é preciso ser um dançarino profissional ou praticar exercícios há muito tempo para começar no Ballet Fitness.

Suas aulas são voltadas para pessoas que precisam definir o corpo ou para as que desejam melhorar a respiração, a postura e o condicionamento físico. A única exigência é que o aluno entenda as suas limitações, vá para as aulas com disposição e com um “dresscode” do ballet tradicional – como collant ou malha (para os rapazes), meias ou sapatilhas de meia ponta.

Benefícios para o corpo e para a autoestima

Para mulheres ou homens, que não se sentem motivados pela ginástica, ou que, por alguma limitação física, não podem praticar musculação, a modalidade é uma excelente opção para perder peso e definir todo o corpo, em um curto período de tempo – a depender da quantidade de aulas semanais, que podem ser de duas a três, com duração de uma hora.

O Ballet Fitness é capaz ainda de aumentar a flexibilidade, força e resistência cardiovascular, e principalmente a autoestima dos praticantes, por trazer movimentos que unem a leveza e sensibilidade de uma dança clássica, com a alegria e o dinamismo de aulas que dificilmente se repetem.

E você, já conhecia essa nova febre das academias? Compartilhe com a gente nos comentários!

Veja também a linha de Ballet Fitness da Evidence