Concurso

244353-faculdade-de-danca-como-saber-se-e-isso-que-quero

Faculdade de dança: como saber se é isso que quero?

Cursar uma faculdade de dança é o sonho de muitas pessoas, mas poucos acreditam que seja possível realizá-lo. Seja por não encontrar boas opções ou por receio da área não oferecer chances para uma grande carreira, muitos acabam desistindo desse objetivo e seguem por outro caminho. Porém há aquelas pessoas que, mesmo em meio a dificuldades, decidem seguir em frente e fazem da dança sua formação.

Independentemente de qual seja a carreira pretendida, é importante levar em conta o mercado de trabalho e as possibilidades de atuação. Além disso, o gosto pessoal e os sonhos não devem ser deixados de lado, pelo contrário, é preciso saber que eles são decisivos na escolha profissional de qualquer pessoa.

Se você deseja entender como funciona uma faculdade de dança e se essa é a formação ideal para você, acompanhe este artigo que preparamos para lhe ajudar. Boa leitura!

Entenda a diferença entre bacharelado e licenciatura em dança

O curso de dança nas faculdades está dividido em bacharelado e licenciatura, dessa forma, é necessário que o aluno analise e decida pelo que melhor atenda às suas expectativas. Enquanto os bacharéis são os profissionais que atuam de forma mais ampla no mercado, por exemplo, como pesquisadores, intérpretes e coreógrafos, o licenciado é o formado que está apto a ministrar aulas.

A faculdade de dança tem duração média de 3 anos e meio a 4 anos, sendo que durante esse período o bacharelado engloba estudos técnicos, composição de coreografia, direção de espetáculos, entre outros conhecimentos sobre o que é e como desenvolver essa manifestação artística. Já a licenciatura, além de abordar os aspectos técnicos, preocupa-se com as metodologias e práticas para o ensino da dança.

Veja se você se encaixa no perfil profissional

Após conhecer os aspectos das diferentes áreas de atuação do profissional de dança, é necessário observar se o seu perfil está de acordo com as características desse profissional. Para isso, leve em conta sua expressão corporal, seu interesse por explorar o limite e os movimentos do seu corpo

Outras peculiaridades imprescindíveis para o dançarino profissional é o gosto pelas Artes de modo geral e a sensibilidade estética. Além, é claro, da boa comunicação, já que muitas vezes estará à frente de ensaios, criação de coreografia, direção de espetáculos ou ministração de aulas.

Avalie as possibilidades para quem se forma na faculdade de dança

Por fim, é essencial identificar as oportunidades que o mercado oferece, quais as possibilidades dentro da sua localidade, os salários pagos na região e se está disposto a procurar espaços em outras cidades, principalmente nos grandes centros urbanos, que é onde surgem as melhores chances.

O profissional formado em dança tem boas possibilidades de atuação em espetáculos de TV e teatro, podendo trabalhar desde como bailarino, até mesmo como coreógrafo e diretor. Além do mais, há oportunidades em escolas de dança, academias e escolas de ensino básico.

Vale destacar que se você pretende ser um profissional imergido na dança, com raízes e pleno conhecimento, fazer um curso superior em dança e artes é um ótimo início, pois qualquer outro curso não vai proporcionar tamanha profundidade.

O que achou do nosso post? Você acha que vale a pena fazer faculdade de dança? Deixe seu comentário nos contando. Aproveite e veja como seguir carreira no ballet e realizar seu sonho?

161787-conheca-agora-o-festival-de-danca-de-joinville

Conheça agora o Festival de Dança de Joinville

O Festival de Dança de Joinville é um dos mais tradicionais do Brasil e é conhecido no mundo todo, não só pelas apresentações de companhias renomadas, mas também pela qualidade dos cursos, workshops, oficinas de dança e debates que levam a compreender melhor a importância desse tipo de arte para a sociedade.

Considerado o maior do Brasil, o festival também entrou no Guiness Book como o maior do mundo em termos de quantidade de pessoas, contando com mais de 4.500 bailarinos e 7 mil participantes. Hoje, você vai saber mais sobre esse evento incrível que promove a arte para o mundo. Confira!

A história do festival

O Festival de Joinville surgiu em 1983 e aconteceu no prédio da Sociedade Harmonia Lyra. Já em seu primeiro ano, o evento dava indícios de que seria um sucesso: foram 40 grupos de dança inscritos, com 600 dançarinos que se dividiram em 5 dias de apresentação.

1991 – o evento começa a crescer

Em 1991, Ana Botafogo e a equipe do Theatro do Rio de Janeiro abriram o espetáculo, que recebeu também grupos internacionais em um ginásio reformado e com capacidade para 2 mil pessoas. Desde então, o festival só cresceu e recebeu importantes companhias e nomes da dança mundiais, como o Ballet Bolshoi, Mikhail Baryshnikov, entre outros.

1992 – Recorde de público

No ano em que completou uma década de apresentação, o festival comemorou também o maior público de todos os tempos: foram 100 mil pessoas que prestigiaram o evento. A atração principal ficou por conta de 24 grupos de dança que se destacaram nas apresentações durante esses 10 anos.

2002 – 20 anos de comemoração

Débora Colker, nome importante da dança que fundiu a modalidade e as artes plásticas, levou sua companhia de dança para abrir o evento. Foram mais de 200 grupos vindos de 14 estados e também do Paraguai para a apresentação.

2003 – eventos especiais

Neste ano, o Festival de Joinville foi marcado por outros acontecimentos especiais: exposição de artes, desfile de moda e exposição de figurinos completaram o sucesso do evento.

2005 – o festival entra para a história mundial

Em 2005, foi concedida ao evento a entrada no Guiness Book como o maior festival de dança do mundo. Hoje, conta com uma média de 6 mil participantes diretos e um público de 200 mil pessoas em 170 horas de espetáculos. Foi também em 2005 que a atração se estendeu por 10 dias, contou com 4.500 dançarinos do mundo todo, 140 grupos de dança profissionais e amadores e um público de 200 mil pessoas.

2012 – calçada da fama

Ao completar 30 anos, o festival inaugura a calçada da fama, espaço para homenagear os grupos e escolas que mais se apresentaram e contribuíram para o sucesso do evento. Ana Botafogo abriu os festejos, onde também foi lançado um livro histórico que conta a história do festival durante as 3 décadas.

2017 – 35 anos de festival

No ano de comemoração, o coreógrafo Marcelo Misailidis criou um espetáculo especial. O evento também recebeu a companhia de Deborah Colker com o espetáculo “Cão sem Plumas”. Nesse ano, a novidade ficou por conta do passaporte cultural, que mostrava os pontos turísticos da cidade.

Mais sobre o Festival de Dança de Joinville

Não é só para assistir às apresentações que o público frequenta esse grande evento. Desde que foi criado, os cursos, oficinas e palestras ficam lotados e é possível assistir aulas de ballet, saber mais sobre a história da dança e ainda aprimorar os conhecimentos na teoria e na prática.

O Festival de Dança de Joinville é um patrimônio de orgulho nacional e que merece ser frequentado tanto por quem ama a dança em suas diversas vertentes, quanto para quem pretende se tornar ou já é um profissional.

E então, quer ficar por dentro sobre tudo do mundo do ballet? Siga-nos no Facebook, Twitter, LinkedIn e Youtube para saber de todas as novidades!

 

 

 

Sapatilha de Ponta Pirouette
Confira!

Quer dançar profissionalmente? Você vai precisar de DRT!

Se você já dança há algum tempo, ama o que faz e está pensando em seguir carreira como profissional, saiba que você precisará, mais cedo ou mais tarde, de um documento fornecido pela Delegacia Regional do Trabalho (DRT).

Em linhas gerais, o DRT é um documento oficial que diferencia dançarinos amadores dos profissionais. Seja para trabalhar em companhias de dança, programas de TV, dar aulas ou participar de projetos em geral, não há como fugir, você precisará ter esse documento. Então preparamos uma lista de informações para você saber, como tirar o DRT.

– Primeiramente elabore um currículo, com nome e idade, contando quais foram suas experiências na área da dança, seus professores, há quanto tempo você pratica a modalidade e quais foram os cursos que você realizou. Se tiver certificados, eles também deverão ser anexados ao currículo;

– Providencie uma cópia simples do seu RG, CPF, comprovante de residência com CEP, da sua Carteira de Trabalho na página da Foto (frente e verso) e uma foto 3×4;

– Compareça ao sindicato de profissionais de dança do seu Estado, entregue os documentos listados acima juntamente com o currículo e efetue o pagamento da taxa de inscrição. Lá mesmo será agendado o dia da sua avaliação com a banca examinadora;

– Com o currículo aprovado, você deverá comparecer no local na data e hora marcados para apresentar uma coreografia, com duração de três a quatro minutos;

– Se for aprovado(a), você receberá instruções a respeito do procedimento para solicitar o seu registro profissional junto a Delegacia Regional do Trabalho.

O processo todo é muito simples, porém pode levar alguns dias. Programe-se e planeje sua apresentação para que tudo saia conforme o esperado. Se você já tirou a sua DRT, comente para nós como foi. Se ainda não, vá em frente e siga sua paixão pela dança!

 

Conheça o casal ganhador do Desafio 2: O Amor está no ar #EvidenceMakeB

Hoje, no Dia dos Namorados, três belíssimas bailarinas irão comemorar a data com o kit exclusivo de peças da Evidence e da coleção Urban Ballet d’O Boticário! Elas divulgaram, no Instagram, um momento incrível de ligação com a dança e são as vencedoras do nosso concurso.

Em primeiro lugar, ficou o clique romântico da Amanda Evelin:

Em segundo lugar, o registro original da Beatriz Barros:

E, em terceiro lugar, a perfeição técnica da Ana Carla S. Almeida:

Parabéns a elas e obrigada por todos as participações!

Quer concorrer também a esses prêmios incríveis? Aguarde, em breve, haverá mais desafio para você.

A Beleza Transforma e Inspira a Dançar

Ansioso para conhecer a vencedora do nosso Desafio 1: “Você Linda e na Moda”?

Nossa ganhadora se cadastrou e gravou um vídeo para contar a importância da dança e da maquiagem em sua vida e nos encantou!

Parabéns, Vitória Salmazo!

 

Em breve, você receberá um kit incrível da Evidence Ballet e d’O Boticário, para deixar seu dia a dia ainda mais cheio de arte e beleza.

 

Também quer concorrer?

 

Até o dia 05/06, acontece o Desafio 2: “O Amor Está no Ar”. Para participar, acesse este link: http://bit.ly/21EZeHk e cadastre-se! Você receberá um e-mail e bastará seguir as orientações para confirmar sua inscrição! Para concorrer aos prêmios, além de se cadastrar, fotografe um momento especial com o seu parceiro de dança, que transmita a beleza da dança e publique no Instagram com a hashtag‪ #‎PaixaoPelaDanca e ‪#‎EvidenceMakeB e marque @evidence_ballet na foto. Boa sorte e muita dança!